Skip to content

A escrita da história e os ensaios biográficos em Hannah Arendt

03/09/2012

A proposta do artigo é refletir sobre os ensaios biográficos produzidos por Hannah Arendt. Trata-sede buscar compreender porque a autora escreve biografias, e não apenas textos argumentativos, como é usual na prática filosófica. Teremos em vista, sobretudo, dois de seus esforços mais contundentes, seu texto sobre Rahel Varnhagen: a vida de uma judia alemã na época do Romantismoe os ensaios reunidos em Homens em tempos sombrios. A suposição é a de que a narrativa devidas em Arendt configura-se menos como um método de pesquisa e mais como a elaboração de uma teoria da história, a qual parte de uma refutação do conceito moderno de História para defender um novo laço entre ação e narração. O artigo foi escrito por Renata Torres Schittino, pós-doutoranda na UFF, e pode ser lido integralmente, basta clicar aqui.

No comments yet

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: