Skip to content

Pensamento e ação em Hannah Arendt

12/01/2012

Maria de Fátima Simões Francisco

Departamento de Filosofia da Educação e Ciências da Educação – Faculdade de Educação – USP – 05508-900 -São Paulo – SP. Doutoranda no Depto. de Filosofia – FFLCH – USP

RESUMO

Este artigo trata do relacionamento entre pensamento e ação na obra final de Hannah Arendt, A vida do espírito, que se encontra, segundo ela, na origem do conflito entre filosofia e política e teve influência sobre toda a tradição filosófica. Arendt pretende mostrar que essas duas atividades não são por si próprias incompatíveis entre si, como a tradição se esforçou por fazer crer, mas apenas assim se tornaram pelo uso “profissional” que o filósofo faz do pensamento.

Palavras-chave: Pensamento; ação; tradição filosófica.

Para ler o artigo completo, clique aqui.
No comments yet

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: