Skip to content

Eichmann em Jerusalém – 50 anos depois

13/10/2011

Com Edna Brocke, sobrinha de Hannah Arendt e Simone Matthaei, presidente da Sociedade Hannah Arendt, Berim

Debate
16 de novembro, às 20h
Centro da Cultura Judaica
Rua Oscar Freire, 2500
Lotação: 80 pessoas
Entrada franca
Retirada do ingresso na bilheteria com 1 hora de antecedência
11 3065 4333
cultura@saopaulo.goethe.org

Capítulo importante na história mundial, o julgamento de Adolf Eichmann reuniu, pela primeira vez, as testemunhas, pessoas que sobreviveram aos campos de concentração do regime nacional-socialista.

A escritora Hannah Arendt assistiu ao processo e deflagrou em Eichmann em Jerusalém (lançado no Brasil pela Companhia das Letras, em 1999), um controverso debate, já que o perpetrador é por ela revelado como um ser humano um tanto banal, cuja participação no genocídio surge em frontal discrepância com sua pessoa.

As percepções e lembranças pessoais do processo de Eichmann e a recepção do livro de Arendt são agora, 50 anos depois, discutidas por sua sobrinha, Edna Brocke, que também esteve presente no processo à época. Ela participará de debate com Simone Matthaei, presidente da Sociedade Hannah Arendt, da Alemanha, após exibição de filme com registros do processo.

Realização: Centro da Cultura Judaica, Goethe-Institut São Paulo

Apoio: Consulado Geral da Alemanha em São Paulo

Links relacionados
No comments yet

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: