Skip to content

Deu no New York Times…

12/11/2008

Meu querido gUi Mohallem participou hoje de uma das coisas mais incríveis que vi ultimamente: a falsa edição do New York Times, com a falsa, mas não por isso menos desejada, noticia do fim da guerra no Iraque.

O Prof. Calmon de Passos uma vez me disse: num mundo onde não sabemos mais contra quem lutar, onde o direito não precisa mais ser justo, onde a ética é dispensável e a vida humana perdeu a dignidade, tendo sido reduzida a preço, é preciso repensar as formas de agir e de buscar mudanças.

Nessa esteira, arrisco dizer que a mentira aqui foi uma forma de afirmar a nossa liberdade. Um “não” vindo de um grupo que se chama “The Yes Men”. Não à guerra, não ao terrorismo de Estado, não a esse estado de coisas que nos revolta, mas também nos paralisa muitas vezes.

Faz algum tempo que penso que o mundo, essa realidade em que vivemos, não existe a priori: não está pronto e acabado, não é um dado puro e simples, mas sim uma realidade que é também construída pelo homem. E se pensarmos assim, o New York Times Special Edition não é uma mentira propriamente dita. Nesse mundo como vontade, como projeção, como criação do homem, somos nós que criamos nossas próprias notícias, pois somos, antes de qualquer outra circuntância, os artífices de nossas vidas.

Não estou sozinha nesse pensar: Castoriadis já falava de instituição imaginária da sociedade e Hannah Arendt uma vez disse: «a nossa capacidade de mentir faz parte dos dados manifestos e demonstráveis que confirmam a existência da liberdade humana. O fato de podermos mudar as circunstâncias nas quais vivemos deve-se ao fato de sermos relativamente livres em relação a elas».  No jornal da mentira, que contém «all the news we hope to print», antes de estampar uma falsa notícia, existiu uma afirmação da liberdade e um lembrete de que podemos mudar as circunstâncias na quais vivemos. De verdade.

“Deus quer, o homem sonha, a obra nasce” (F. Pessoa)

Ludmila Franca de Melo é Mestra em Direito pela Universidade Federal da Bahia e pesquisadora do Núcleo de Estudos da Violência – USP.

clique:

NewYorkTimes Special Edition

gUi mohallem

The Yes Men

BecauseWeWantIt

No comments yet

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: